7 passos para ter uma vida mais organizada em 2018

Fique de olho nessas dicas para ter a sua escola funcionando bem no próximo ano

Por Leiza Oliveira

O ano novo se aproxima e com ele as novas metas que fazemos. Todos sabem que estipular decisões é bem mais fácil do que seguir nelas. Então, como manter a persistência e o foco nas resoluções que listamos em Janeiro? Algumas pessoas ao ouvir e\ou citar a palavra organização já associam a algo difícil e burocrático. Porém, graças a ela, a tão temida organização, Aristóteles conseguiu reunir os pensamentos filosóficos e Freud criar a psicanálise. Imagina o que o simples fato de planejar e cumprir as metas pode fazer pelo seu negócio.

Sendo assim, me debrucei em alguns estudos neste ano para realmente cumprir com algumas metas e mais do que isso fazer com que esses objetivos fossem facilmente cumpridos nas minhas 70 escolas em todo o país. Foi um grande desafio, já que além de ter que me influenciar para cumprir as atividades ao longo do ano, teria que multiplicar esse conhecimento para cada gestor das unidades realizarem o estipulado.

Em Janeiro de 2017 fiz um planejamento de uma ação por mês nas escolas de inglês até Dezembro deste ano. O projeto deu tão certo que tivemos 100% de aproveitamento. Ou seja, apesar das dificuldades de cumprir com o que traçamos, e claro algumas adaptações em cada situação, conseguimos finalizar todas as metas. Esse é o primeiro segredo: estipular micro metas, ou seja, uma meta por mês. O nosso cérebro tende a poupar energia quando nos concentramos em uma ação por vez. Logo, o primeiro grande erro que nós seres humanos cometamos no começo do ano é criar metas absurdas, sem colocar um prazo, e em grande quantidade.

Para ajudar você, gestor educacional, a ter uma escola operando melhor em 2018, seguem 7 passos para ter uma rotina mais estruturada no novo ano:

  • Crie um horário fixo para despertar

A nossa mente é programada para a execução de tarefas ordenadas. Logo, não use a função soneca do despertador e crie o hábito de levantar no mesmo horário. O seu corpo se manterá mais disposto ao longo do dia e aumentará os níveis de concentração.

  • Inclua atividades físicas

Sim, organização, metas e objetivos profissionais tem haver com movimentação do corpo. Já ouviu aquele velho ditado: mente sã em corpo são, pois é facilmente aplicado no mundo dos negócios educacionais. Valem dedicar 30 minutos apenas por dia, mas é preciso regularidade em algum exercício. Além de liberar hormônios que provocam satisfação, o gestor educacional começa a perceber o quão valoroso é a prática de se exercitar e pode se tornar multiplicador na própria escola. Incentivando professores, coordenadores pedagógicos e estudantes.

  • Crie micro metas mensais

Como citei acima não adianta ampliar muito as metas, colocando objetivos inatingíveis e em números irreais. Trace de uma a duas metas mensais. Foque em terminá-las e se possível quantifique o tempo que usou para concretizá-las. Dessa forma, você terá controle do que fez. Estamos em uma era em que somos muito demandados por informações, seja por smartphone ou\e gestores, logo ter uma planilha com controle das nossas atividades gera alívio interno que fizemos o melhor daquele dia.

  • Seja bondoso (a) consigo mesmo

Isso é, caso aconteça algum imprevisto e você não consiga completar a meta estipulada mensal 100%, volte para analisar o que ficou pendente e planeje como cumpri-la no mês seguinte. Por mais que planejamos, às vezes há acontecimentos que fogem do previsível. Seja generoso com você mesmo e “arregace” as mangas para finalizar a meta nesse próximo período.

  • Se alimente bem e coma devagar

Muitos profissionais, principalmente os que atuam em escolas, “pulam” as refeições ou comem rápido demais. Seja pela demanda dos alunos ou por pensarem que dessa forma estão otimizando o tempo. Trata-se de um grande engano. A nossa mente para trabalhar bem e ser irrigada de sangue precisa ter no corpo substância benéfica que são oriundas do consumo e processamento correto dos alimentos. Por isso, dedique pelo menos 45 minutos para as refeições, deixe o celular longe, e relaxe. O momento das refeições é o instante de descanso do seu cérebro, haja coerente nesses momentos para depois conseguir exercer bem as suas atividades.

  • Dê feedback para os que percorrem as metas com você

Seja você um colaborador que cumpre as metas ou o planejador delas, dar um feedback do andamento é a melhor forma de se enxergar até onde caminhou. Dependendo da escola, uma meta criada no começo do mês pode tomar outros contornos se analisada quinzenalmente, por isso analise o andamento da execução. Uma boa dica é criar um relatório semanal e compartilhar com os demais as ações.

  • Inclua o lazer na sua rotina

Vale assistir um filme com os amigos, tomar um café em um lugar diferente, e\ou jantar com alguém querido. Lembre-se que para o seu cérebro pensar e agir, ele precisa ter combustível para isso. Lembrar-se das recompensas de cumprir as metas é importante. E uma das maiores recompensa que o ser humano pode ter é compartilhar momentos bons com os outros. “A felicidade só é real quando é compartilhada”, do filme Natureza Selvagem.

 

Leiza

Leiza Oliveira é CEO e diretora educacional da rede Minds Idiomas. Fez magistério, ciências contábeis e administra um total de 70 escolas de idiomas. Possui escolas nas 5 regiões do país. Realiza treinamento de franqueado, lida diretamente com alunos e atualmente reside nos Estados Unidos para trazer tecnologia para dentro das salas de aula das escolas da Minds.

Anúncios